Superior Tribunal de Justiça
Felipe Menezes/Metrópoles
Superior Tribunal de Justiça

Foi divulgado pelo Superior Tribunal de Justiça ( STJ ), um folheto com oficinas destinadas somente para mulheres , são elas: “planejamento de cardápios”, “rotina familiar” e “homeschooling”. As informações foram apuradas pelo Metrópoles e Folha de São Paulo. 

Com a divulgação, o tribunal foi acusado de machismo e logo em seguida, divulgou um novo banner com a possibilidade de homens se inscreverem em oficinas. O STJ não quis se manifestar quando questionado sobre a quantidade de pessoas que receberam a primeira versão do panfleto. 

Panfleto divulgado pelo STJ sobre oficinas
Reprodução/ rede social
Panfleto divulgado pelo STJ sobre oficinas

Em seguida, soltou uma nova ressaltando que “foi realizada nova divulgação para destacar a possibilidade, incentivando a ampliar participação dos homens”. De acordo com o tribunal, a participação de homens nunca foi vetada , estava liberada desde o início, mesmo com o primeiro folheto destacando as atividades da oficina para servidoras. 

“Vale lembrar que as Oficinas Práticas são apenas uma pequena parcela do conjunto maior de ações do Programa Equilibra, que ao longo dos últimos três anos atuou no sentido da igualdade entre mulheres e homens em direitos e deveres”, prosseguiu a nota. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários