Daniel Silveira foi transferido da Superintendência da PF do Rio para o Batalhão Especial da PM
Brenno Carvalho / Agência O Globo
Daniel Silveira foi transferido da Superintendência da PF do Rio para o Batalhão Especial da PM

Autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal  ( STF ), Alexandre de Moraes de se dirigir a Câmara dos Deputados para acompanhar o julgamento, Daniel Silveira (PSL-RJ) terá que se defender via videoconferência, direto do Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar, no Rio de Janeiro.

Apesar do aval do Supremo, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) precisaria ter protocolado o pedido, e segundo técnicos do STF, nenhum pedido de defesa presencial havia sido protocolado. A consulta foi feita às 14h30.

Daniel Silveira, preso desde terça-feira (19), vai se defender por videoconferência. Durante a sessão no Plenário , terá direito a três falas, cada uma com 15 minutos. O julgamento está marcado para às 17h desta sexta (19).


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários