Eduardo Paes rebateu acusações de Carlos Bolsonaro e afirmou não ser esforço em inaugurar obra ao lado de Bolsonaro
Reginaldo Pimenta / Agência O Dia
Eduardo Paes rebateu acusações de Carlos Bolsonaro e afirmou não ser esforço em inaugurar obra ao lado de Bolsonaro

O prefeito do Rio Eduardo Paes respondeu uma provocação do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) , filho do presidente Jair Bolsonaro, feita pelo Twitter no fim da manhã deste sábado (14). Carlos compartilhou um vídeo sobre as obras da alça de ligação da Ponte Rio-Niterói com a Avenida Brasil, executada pela concessionária que administra a Ponte em parceria com o Governo Federal , que estão em fase final de construção, e questionou se Paes participaria da inauguração, "reconhecendo ações do Governo".

"Ué! Manda não esquecer de me convidar que eu vou. Já fiz o favor de libertar vcs (sic) e o Rio do Crivella", respondeu Paes.

Em sua publicação, Carlos Bolsonaro questionou se Paes iria reconhecer ações do governo Bolsonaro ou se "vai seguir o padrão de tentar fazer média com piçóu (PSOL) e afins e malandramente tapar o sol com a peneira para variar?", questionou. "Esse é mais liso que bagre ensaboado!", completou Carlos.

Em sua resposta, Paes afirmou que também tentou "libertar" o Rio de Wilson Witzel, mas não conseguiu, e completou afirmando que "não é esforço nenhum" participar da inauguração.

Apoio a Baleia Rossi

Filiado ao DEM, Paes tem feito acenos a todos os espectros políticos, e já se reuniu mais de uma vez com João Dória, governador de São Paulo e desafeto da família Bolsonaro. No final de janeiro, atendendo a pedido do então presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ), Paes abriu o Palácio da Cidade para um evento em apoio à candidatura do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) para o comando da Câmara, que disputava com Arthur Lira (PP-AL), apoiado pelo presidente, o comando da Casa.

Paes chegou a exonerar temporariamente dois secretários que são deputados federais, Pedro Paulo (DEM) e Marcelo Calero (Cidadania) para votarem no candidato apoiado por Maia, no começo de fevereiro. Baleia acabou derrotado por Arthur Lira (PP-AL), com apoio do governo Bolsonaro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários