Dallagnol teria pedido investigação de ministros do STJ de forma ilegal
ig
Dallagnol teria pedido investigação de ministros do STJ de forma ilegal

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, pediu nesta sexta-feira (5) que o procurador-geral da República, Augusto Aras, abra um inquérito para investigar se procuradores da operação Lava Jato teriam tentado investigar as turmas criminais do STJ, sem a autorização do STF (Supremo Tribunal Federal), isto é, ilegalmente.

Em ofício encaminhado à PGR, Martins solicita que Aras  “tome as necessárias providências para a apuração de condutas penais, bem como administrativas ou desvios éticos dos procuradores” - essas últimas perante ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

No documento endereçado a Augusto Aras, o ministro Humberto Martins cita a notícia de que os procuradores Deltan Dallagnol e Rodrigo Castor tinham intenção de investigar ministros do STJ sem autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Segundo a CNN Brasil , no arquivo de 42 páginas de mensagens da operação Spoofing, entregue na segunda-feira (1) pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao ministro Lewandowski, o então coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, sugere pedir à Receita Federal “uma análise patrimonial” dos ministros que integram as turmas criminais do STJ.

“A RF [Receita Federal] pode, com base na lista, fazer uma análise patrimonial, que tal? Basta estar em EPROC [processo judicial eletrônico] público. Combinamos com a RF”, escreve Deltan para, em seguida, emendar: “Furacão 2"

    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários