Partido Novo tem rachas internas após divergências em relacão ao impeachment
Reprodução/Twitter Partido Novo
Partido Novo tem rachas internas após divergências em relacão ao impeachment

O Partido Novo se pronunciou nesta sexta-feira (29) para declarar que não tem uma posição definida em relação a um eventual processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro .

A situação acontece dois dias depois que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema , declarar ser "contrário à posição do partido”, ainda que a sigla não houvesse divulgado publicamente nenhum parecer.

“Eu vi essa decisão do partido e sou contrário a ela. Não é um impeachment que vai corrigir os problemas do Brasil. O Brasil precisa de reformas. Nós estamos como dentro de um avião que está apresentando problemas. E não é tirar o piloto da cabine e colocar outra pessoa lá que vai corrigir o problema do avião, não. lamento que o partido tenha tomado essa posição, mas ela não é a minha opinião”, declarou Zema na última quarta (27) à rádio 98 FM.

A sigla usou as redes sociais para “esclarecer o mal-entendido”. Confira:

Você viu?


A divergência de opiniões expõe um racha interno no Novo, com lideranças do partido em discordância. João Amoedo , ex-presidente da sigla, ironizou a declaração de Zema, e “parabenizou a decisão tomada a favor do impeachment”.

No segundo turno das eleições presidenciais em 2018, o Novo decidiu por não apoiar nenhum dos dois candidatos, mas se disse “absolutamente contrário ao PT”.


    Leia tudo sobre: Impeachment

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários