Cronômetro zerou: impossibilitado de se reeleger, Maia deixará presidência da Câmara
Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Cronômetro zerou: impossibilitado de se reeleger, Maia deixará presidência da Câmara


Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a bancada de 44 deputados federais do Rio de Janeiro deve ficar empatada em relação aos principais candidatos à presidência da Câmara : Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado por ele, e Arthur Lira (PP-AL), candidato governista.

Nesta terça-feira, Maia se encontrou com o prefeito do Rio, Eduardo Paes , e com 16 deputados do estado. Paes se comprometeu a exonerar dois secretários de seu governo, Marcelo Calero (Governo e Integridade Pública) e Pedro Paulo Carvalho (Fazenda e Planejamento), para votar em Baleia Rossi na semana que vem.

"Têm alguns que não querem se expor, por essas pressões do governo. Tirando os votos do PSOL e do Novo, a eleição do Rio vai estar mais ou menos pau a pau . Tem três ou quatro indecisos. Acho que vai dar empate a eleição no Rio", disse Maia.

Você viu?

Estavam presentes no encontro Alessandro Molon (PSB-RJ), Benedita da Silva (PT-RJ), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), o deputado licenciado Marcelo Calero (Cidadania-RJ), Gurgel (PSL-RJ), entre outros. Depois do Rio de Janeiro, Baleia Rossi segue para Pernambuco, onde tenta reverter "traições" no PSB a favor de Arthur Lira. Ele terá reunião com o governador Paulo Câmara (PSB).


Há quatro deputados do PSOL no Rio de Janeiro: Glauber Braga, Marcelo Freixo, Talíria Petrone e David Miranda. Seguindo a determinação de seu partido, devem votar em Erundina (PSOL-SP), candidata "nanica" do PSOL. Há ainda Paulo Ganime (NOVO-RJ) que deve votar em Marcel Van Hattem (NOVO-RS), candidato de seu partido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários