Em reunião, bancada do PT na Câmara descarta aliança com Arthur Lira
Agência Câmara/Divulgação
Em reunião, bancada do PT na Câmara descarta aliança com Arthur Lira

A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados descartou totalmente a possibilidade de apoiar Arthur Lira (PP-AL) para a disputa pela presidência da Casa em fevereiro de 2021. A decisão foi feita após reunião, na noite de quarta-feira (16).

A ideia de algumas lideranças petistas de apoiar o líder do Centrão, que também é apoiado por Jair Bolsonaro (sem partido) causou discordâncias internas, o que fez com que o partido recuasse.

O encontro começou às 19h e só terminou às 23h30. Durante a reunião, nenhum político sustentou a proposta de discutir o apoio a Lira. O partido agora está dividido entre os nomes de Baleia Rossi (MDB-SP) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Atualmente, Rodrigo Maia conta com apoio formal de DEM, PSDB, MDB, PSL, Cidadania e PV. Com o recuo em Lira, o partido cogita se juntar a coalizão de Maia. Uma aliança com o PT abriria vantagem para Maia conseguir desbancar Lira, uma vez que a bancada é formada por 54 políticos.

No entanto, a junção dos petistas depende de negociações que envolvem outros partidos de oposição, como PSOL, PCdoB e PSB.

Também na quarta-feira (17), o Republicanos anunciou que vai fechar com Arthur Lira. Com esse apoio, o candidato apoiado pelo presidente conta com nove legendas em sua base: PP, PL, PSD, PSC, PROS, Avante, Patriota e Solidariedade. As siglas contam com 191 parlamentares na Câmara.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários