Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre discutiram sucessão no Senado após STF barrar reeleição.
Marcos Brandão/Senado
Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre discutiram sucessão no Senado após STF barrar reeleição.

Na noite da última terça-feira (8), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) . Depois do encontro, o senador disse a aliados que o Planalto apoiará o nome escolhido por Alcolumbre para a sucessão na Casa. As informações foram dadas pelo jornal Folha de S.Paulo .

Aliados de Davi Alcolumbre afirmaram que a conversa entre o senador e Bolsonaro durou cerca de uma hora. Alcolumbre disse ao presidente que ele está sendo o responsável pela sucessão no Senado.

Ainda segundo pessoas ligadas a Alcolumbre, Bolsonaro disse que não apoiará ninguém até que o atual presidente do Senado faça uma escolha.

De acordo com auxiliares do Palácio do Planalto, o presidente Bolsonaro apoiaria candidatos do MDB, como Eduardo Gomes (MDB-TO) e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Eles são, respectivamente, líderes do governo no Congresso e no Senado.

Você viu?

A sigla, porém,  não consta na lista de nomes que podem ser escolhidos por Davi Alcolumbre.

Apesar disso, Bolsonaro sinalizou que irá respeitar o papel do senador como condutor do processo de sucessão na Casa. Segundo o jornalista Gerson Camarotti, o chefe do Executivo reconhece a importância de Alcolumbre em votações no Congresso .

O atual presidente do Senado deve selecionar um candidato até o final dessa semana.

Os parlamentares mais cotados são Antonio Anastasia (PSD-MG), Nelsinho Trad (PSD-MS), Lucas Barreto (PSD-AP), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), Marcos Rogério (DEM-RO) e Daniella Ribeiro (PP-PB).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários