Bolsonaro fez críticas a Doria sem citá-lo nominalmente
Marcos Corrêa / PR
Bolsonaro fez críticas a Doria sem citá-lo nominalmente

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou as redes sociais nesta terça-feira (8) para alfinetar o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), e disse que não vacinas contras a Covid-19 para "fins políticos". Bolsonaro, no entanto, não citou Doria nominalmente.

"O Brasil disponibilizará vacinas de forma gratuita e voluntária após COMPROVADA EFICÁCIA E REGISTRO NA ANVISA. Vamos proteger a população respeitando sua liberdade, e não usá-la para fins políticos, colocando sua saúde em risco por conta de projetos pessoais de poder", escreveu Bolsonaro no Twitter.

O tucano protagonizou momentos tensos em reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello , nesta terça ao questionar o chefe da pasta se o governo federal priorizava algum imunizante. O governador acha que o Planalto está colocando barreiras para que a CoronaVac, vacina produzida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

"O que difere, ministro, a condição e a sua gestão como ministro da Saúde de privilegiar duas vacinas em detrimento de outra vacina? É uma razão de ordem ideológica , é uma razão de ordem política ou é uma razão de falta de interesse em disponibilizar mais vacinas", disse Doria no encontro.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários