Wilson Witzel
Gabriel Monteiro / Agência O Globo
O governador Wilson Witzel em pronunciamento no Palácio Laranjeiras após ser afastado do cargo

Expira nesta segunda-feira o prazo do governador afastado  Wilson Witzel apresentar defesa ao tribunal misto de impeachment . No documento a ser apresentado, o governador deve indicar pedidos de provas e testemunhas a serem ouvidas no processo.

De acordo com o relator, deputado Waldeck Carneiro (PT), após a manifestação, será realizada nova sessão para decidir quais provas serão consideradas e definir o calendário para dar continuidade ao processo.

"A parte que acusa, representada pelo deputado Luiz Paulo (PSDB) já apresentou seu pedido de testemunhas. Depois que a defesa fizer essa apresentação, eu, como relator, vou decidir sobre quais provas e testemunhas serão aceitas e posso também acrescentar outros elementos probatórios. Essa decisão será confirmada em plenária", explicou Carneiro.

A defesa de Witzel foi notificada no dia 9 de novembro pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) e do tribunal misto de impeachment , desembargador Cláudio de Mello Tavares, sobre a decisão unânime que aprovou a continuidade do processo contra o ex-juiz.

O prazo de 20 dias para a apresentação da defesa começou a ser contado no dia 10, quando o acórdão do julgamento foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico.

Confira os próximos passos do processo:

  • Tribunal se reúne para aprovar calendário da fase de instrução processual
  • Fase de instrução: podem acontecer depoimentos e acareações de testemunhas
  • Prazo de 10 dias para alegações finais da defesa e acusação
  • Votação final decide sobre cassação definitiva de Witzel e perda de direitos políticos
  • Decisão final é tomada por dois terços dos integrantes, ou sete votos
  • Previsão de conclusão até janeiro de 2021

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários