Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux
Fellipe Sampaio/SCO/STF
Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux

Nesta quinta-feira (26), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, defendeu a Operação Lava Jato . As informações foram dadas pelo UOL .

"O Supremo Tribunal Federal não permitirá que haja a desconstrução da Operação Lava Jato”, declarou o ministro Fux, na abertura do 14º Encontro Nacional do Poder Judiciário, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“O primeiro ato praticado por mim, não quero nenhum louvor, estou apenas dando esse esclarecimento: todas as ações penais e todos os inquéritos passarão pela responsabilidade do plenário, porque o STF tem o dever de restaurar a imagem do país a um patamar de dignidade da cidadania, de ética e de moralidade do próprio país", complementou.

Luiz Fux citou uma proposta que ele já havia apresentado recentemente. Antes, os inquéritos e ações penais da Operação Lava Jato, em trâmite no STF, eram analisados nas Turmas do Tribunal. Agora, elas irão para o plenário. A ideia foi aprovada por unanimidade na Suprema Corte. 

O presidente do STF também disse que o Brasil precisa combater a corrupção de forma mais dura.

“Hoje o Brasil está tão bem preparado quanto os países mais evoluídos. Mas precisa reforçar exatamente essas instituições de investigação , inclusive manter o poder investigatório que concedemos ao Ministério Público”, disse o ministro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários