Após recomendar isolamento social, Ministério da Saúde apaga post
Reprodução Redes Sociais
Após recomendar isolamento social, Ministério da Saúde apaga post

O Ministério da Saúde escreveu em seu perfil oficial no twitter nesta quarta-feira (18) que não existem remédios ou quaisquer outras substâncias que imunizem contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2). Contudo, 1 hora depois, o post foi apagado .

No post, era dito a importância de procurar uma unidade de saúde caso sentisse algum sintoma da doença. O ministério da saúde respondeu uma usuária da rede social, que havia citado a Azitromicina , um antibiótico que comprovadamente não traz benefícios no combate a doença, como forma de tratamento.

"Olá! É importante lembrar que, até o momento, não existem vacina, alimento específico, substância ou remédio que previnam ou possam acabar com a Covid-19. A nossa maior ação contra o vírus é o isolamento social e a adesão das medidas de proteção individual", é dito na postagem do perfil da pasta.

A postagem vai contra as posições que Jair Bolsonaro teve durante a pandemia. O presidente por diversas vezes indicou o uso da Cloroquina e outros medicamentos que tiveram sua eficácia desmentida no combate ao vírus.

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello , que assumiu a pasta após saídas conturbadas dos médicos Nelson Teich e Luiz Henrique Mandetta, que eram contrários as posições de Bolsonaro, também afirmou ter feito uso de medicamentos indicados pelo presidente, contudo, poucos dias depois, o ministro chegou a ficar internado em dois hospitais até se recuperar da Covid-19.

No final de maio, quando o Brasil estava no pico de infecções, o presidente criticou o isolamento social, dizendo que 'não dá para continuar assim', ao se referir sobre o isolamento social.

    Veja Também

      Mostrar mais