Candidato em Jambeiro, no interior de São Paulo, usou número errado durante a campanha
Arquivo pessoal
Candidato em Jambeiro, no interior de São Paulo, usou número errado durante a campanha

Alaor José Machado (MDB), candidato a vereador em Jambeiro (128km de São Paulo), teve uma surpresa negativa no último domingo (15) na hora de ir votar: ao digitar seu número na urna recebeu a mensagem de "candidatura inexistente".  Um candidato em Pernambuco também passou pela mesma incômoda situação.

Após essa situação, Alaor descobriu através da juíza responsável pela seção eleitoral, que realizou uma checagem na Justiça eleitoral, e viu que o número correto era 15412 , contudo, o número divulgado em santinhos de sua campanha mostravam o número 15413 .

"Estou tentando saber o que aconteceu. Não sei se o partido [MDB] passou errado para a gráfica ou se a gráfica que errou na hora de imprimir. Quando me deram os santinhos para fazer a campanha, divulguei para as pessoas acreditando que estava certo. Como moro na zona rural de Jambeiro, o acesso à internet é mais complicado. Não consegui conferir no site do TSE se era realmente isso. Confiei no número que me passaram no santinho", afirmou o candidato ao Portal G1.

A divulgação errônea comprometeu a campanha de Alaor, que recebeu apenas 6 votos dos eleitores de Jambeiro. Apesar do mal desempenho nas urnas, ele conquistou uma vaga de suplente na assembléia.

"Muitas pessoas me procuraram falando que não conseguiram votar em mim. Quando eu descobri que estava errado, só não divulguei no domingo que meu número era outro porque poderia parecer que eu estava fazendo campanha no dia da eleição. Isso é errado. Segui certinho todas as regras. Daí não pude avisar as pessoas que estava errado", lamentou.

    Veja Também

      Mostrar mais