Vacina Coronavac, desenvolvida pela China, contra a Covid-19
Fotoarena / Agência O Globo
Vacina Coronavac, desenvolvida pela China, contra a Covid-19

O PSOL protocolou nesta terça-feira (10) uma representação junto ao Ministério Público Federal (MPF) e solicitou que a procuradoria acompanhe o processo de aprovação e de aquisição de vacinas da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), para imunização da população por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O documento é assinado por Guilherme Boulos e Luiza Erundina, candidato à Prefeitura de São Paulo e sua vice, além dos deputados Ivan Valente e Sâmia Bomfim.

A representação também solicita que MPF acompanhe as medidas adotadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde para vacinar a população contra o novo coronavírus.

O documento do partido ainda cobra apuração da responsabilidade civil e penal de quem porventura tenha contribuído para o atraso na aprovação e aquisições para a fabricação dos insumos ou para a imunização da população.

A representação do PSOL foi enviada após a Anvisa ter determinado a  interrupção do estudo clínico da vacina Coronavac, imunizante produzido pelo laboratório Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, que é ligado ao governo do estado de São Paulo.

A agência suspendeu os testes da imunização nesta segunda-feira (9) após a ocorrência de um "evento adverso grave". O fato mencionado pelo órgão se refere ao  suicídio de um dos voluntários que participava da fase 3 de testes. O paciente era morador de São Paulo e tinha 33 anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários