lula
Reprodução: O Dia
Ex-presidente Lula


O ex-presidente Lula concedeu entrevista à agência de notícias alemã DPA em que defendeu a formação de "uma ampla coalizão contra Bolsonaro em 2022 ”. Sem perspectivas reais de poder disputar as eleições, o ex-presidente não cravou se deve tentar se candidatar ou apoiar um nome de esquerda na disputa contra Bolsonaro .


“O que eu quero, como candidato ou como apoiante de um candidato, é ajudar a vencer o atraso que se criou no Brasil. Podemos ter uma ampla coalizão contra o Bolsonaro em 2022 para recuperar o direitos do povo brasileiro”, afirmou.

A afirmação surge em meio ao pleito municipal de 2020, em que o PT não cedeu para alternativas viáveis de esquerda, como Guilherme Boulos ( PSOL ) em São Paulo e João Campos (PSB) em Recife. Lula não foi questionado e não respondeu sobre a possibilidade abrir mão do protagonismo petista para vencer Bolsonaro.

“A candidatura presidencial não é uma questão de desejo pessoal. Em 2018, eu queria concorrer porque sabia que, com minha experiência, poderia fazer muito mais. Eu era o favorito para ganhar a eleição , mas eles criaram uma farsa para impedir minha candidatura”, disse.


    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários