Flordelis
Reprodução
Deputada exibiu o aparelho durante culto na noite desta sexta-feira

deputada federal Flordelis exibiu a tornozeleira eletrônica que foi obrigada a usar pela Justiça, durante um culto que fez nesta sexta-feira (10) em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. Durante um momento de pregação, ela levantou o vestido e apontou para a tornozeleira, pedindo para que filmasse o equipamento enquanto cantava: “Isso não comprova nada. Ela não matou José, isso é história inventada..."

Apontada como mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo , morto a tiros na porta da casa da famíla em junho do ano passado, Flordelis compareceu à sede da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap)do Rio de Janeiro na tarde da última quinta-feira para colocar a tornozeleira eletrônica.

Segundo a Seap, ela fez o procedimento em São Gonçalo mesmo. A pasta informou em nota que “a deputada recebeu todas as orientações necessárias e cumpriu todos os trâmites de praxe para o cumprimento da decisão judicial” no local.

Flordelis foi intimada na noite de terça-feira, em sua casa, na Região Oceânica de Niterói , e tinha 48 horas para instalar o dispositivo. Ela recebeu o aviso às 19h, fora do horário do expediente do Tribunal de Justiça do estado e tinha até as 17h de quinta- para ir à Seap.

A decisão do uso da tornozeleira foi da juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói. A magistrada acolheu um pedido do Ministério Público. Flordelis também enfrenta um processo disciplinar na Câmara dos Deputados. A corregedoria analisa se houve quebra de decoro parlamentar, que poderia culminar na perda do mandato da deputada.

    Veja Também

      Mostrar mais