kassio nunes
Samuel Figueira/TRF-1
Kassio Nunes foi indicado ao STF pelo presidente Jair Bolsonaro

O desembargador Kassio Nunes , indicado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), argumentou sobre as divergências de currículo que apontam que ele não tem pós-doutorado na Universidade de Messina e na Universidade de Salamanca.

A justificativa de Kassio aconteceu por meio de um documento de onze páginas que consta uma foto em frente a Universidade de Messina, na Itália.

"A emissão dos certificados somente acontece após o doutorado. Entre 2017 e 2018, o desembargador Kassio Nunes Marques cursou pós-doutorados na Universidade de Messina e na Universidade de Salamanca. O doutorado, por sua vez, foi iniciado em 2016 e concluído em 28/9/2020, na universidade de Salamanca", disse a assessoria de imprensa ao UOL, contratada logo após a indicação de Bolsonaro.

Em uma reportagem publicada pelo Estado de São Paulo, o currículo acadêmico do desembargador Kassio Nunes Marques teria um curso de pós-graduação não confirmado pela Universidad de La Coruña .

"Na Espanha, um curso após a graduação recebe a denominação de "PostGrado" e, o que não se confunde com a pós-graduação brasileira", justificou a assessoria de Kassio .

    Veja Também

      Mostrar mais