Bolsonaro
Agência Brasil
Presidente Jair Bolsonaro

O presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o próximo indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por ele poderá ser um pastor evangélico. A declaração foi feita na noide desta segunda-feira (5), em São Paulo, enquanto participava de um culto de aniversário do pastor Wellington Bezerra da Costa , presidente das Igrejas Assembleia de Deus do Brasil.

Durante o encontro, Bolsoanaro disse ser "preciptado" quem fez críticas a ele por não ter sido um ministro evangélico indicado para a vaga de Celso de Mello no STF. O decano vai deixar o Supremo na próxima terça-feira (13) para se aposentar.

"Imaginemos as sessões daquele Supremo Tribunal Federal começarem com uma oração. Tenham certeza de uma coisa: isso não é mérito meu. É a mão de Deus", disse Bolsonaro .

A segunda vaga será indicada em julho de 2020, segundo o presidente. O prmeiro indicado por Bolsonaro para o cargo de Celso e Mello foi Kassio Nunes Marques, desembargador dp Tribunal Regional Federal da 1ª Região, localizada em Brasília.

    Veja Também

      Mostrar mais