Bebianno
Valter Campanato/Agência Brasil
Bebianno teria enviado celular ao exterior com dados sobre campanha de Bolsonaro

Familiares do ex-ministro Gustavo Bebianno têm evitado tornar público o conteúdo de um dos aparelhos celulares utilizados por ele durante a campanha de Jair Bolsonaro à Presidência da República. O empresário Paulo Marinho chegou a falar sobre um aparelho que está nos Estados Unidos para revelar o conteúdo.

Marinho também foi responsável por informar ao Ministério Público Federal (MPF) que  Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi avisado por um delegado da Polícia Federal (PF) que seu então assessor Fabrício Queiroz seria alvo de operação policial.

Há dois meses, Marinho também comentou que não tinha ideia do que estava guardado no celular do ex-ministro. "Esse celular tem registros de conversas dele durante um ano e meio de convívio da campanha", afirmou, em entrevista à jornalista Andréia Sadi, da GloboNews.

"Quero resgatar esse telefone, até pra saber o que tem ali, para acabar com essa dúvida, que é sua e que é minha também", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais