Ex-presidente Lula
Gibran Mendes / CUT Paraná
Ex-presidente Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu, em uma live neta quarta-feira (15), a crítica do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal ( STF ), sobre o Exército estar se associando a um genocídio, devido ao número de militares no Ministério da Saúde.

Lula afirmou que “Gilmar está certo. Ele não culpou o Exército. O Gilmar disse que o Exército, participando do jeito que está participando, sem cobrar um comportamento adequado do presidente da República [Jair Bolsonaro], vai contribuir com os erros do presidente da República".

No último sábado (11), Gilmar Mendes criticou a quantidade de militares no ministério, afirmando que "o Exército está se associando a esse genocídio", em referência à má administração da pandemia. A fala causou tensão entre as Forças Armadas e o ministro.

Para o petista, o ministro interino da pasta, general Eduardo Pazuello, não entende de saúde. “E os militares ainda ficaram bravos com o ministro Gilmar Mendes”, defendeu Lula .


    Veja Também

      Mostrar mais