ex-presidente do PT que falou em
Reprodução
Após prometer "fazer muito e roubar pouco", ex-presidente do PT em município do Rio se desculpou por reação negativa

O ex-presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Laje do Muriaé, no interior do Rio de Janeiro, Liédio Luiz da Silva, sofreu ataques nas redes sociais após dizer em live no último domingo (5) que iria "fazer muito e roubar pouco", o que seriam os "princípios" do partido no município.

"Peço desculpa pela minha palavra infeliz e mal colocada. Todo ser humano tem direito de colocar e dizer uma palavra mal dita. Todos os meus amigos, companheiros, que lutam por uma Laje melhor eu peço desculpa de coração", afirmou o petista em novo vídeo públicado em rede social.

Liédio lamentou o ocorrido, que explica como "infeliz erro de pronúncia" e entregou o cargo de direção do PT. A reação negativa a sua fala foi impulsionada após as deputadas do PSL Carla Zambelli e Bia Kicis repercutirem e questionarem o termo "roubar pouco".

"A gente faz parte de um partido que tem história, um partido grande, o maior partido da América Latina, que é o PT . E nós vamos, sim, estar engajados nesta eleição de 2020, em Laje do Muriaé", disse, acrescentando depois com a polêmica promessa: "Nós não vamos abrir mão dos nossos princípios. Quais são os nossos princípios? A melhoria do nosso município e fazer muito e roubar pouco", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais