Presidente Jair Bolsonaro Queiroz
Reprodução/STF
Presidente Jair Bolsonaro

Após a prisão de Fabrício Queiroz na manhã desta quinta-feira (18), o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou a aliados que o poder Judiciário, representado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), está tentando criar um clima político para tirá-lo da Presidência, segundo relatos ouvidos pelo jornal Folha de S. Paulo .

Leia também:

Assessores de Bolsonaro relatam que ele não acredita na coincidência de terem acontecido na mesma semana duas operações, determinadas pelo STF, que miram pessoas ligadas a Bolsonaro ou seus familiares

Na terça-feira (16), uma operação de mandados de busca e apreensão solicitada pelo ministro Alexandre de Moraes teve como alvos deputados, empresários e militaristas bolsonaristas. E nesta quinta (18), Fabrício Queiroz , o ex-assessor de seu filho e senador Flávio Bolsonaro, foi preso.

Bolsonaro reclamou, em conversas privadas com pessoas próximas, defendendo que o Judiciário estaria tentando encontrar evidências para o prejudicar. Segundo os relatos, o presidente acredita que seja vítima de um cerco jurídico.

Bolsonaro, no entanto, afirma aos aliados que irá dar uma resposta. O presidente se reuniu com ministros para discutir estratégias de reações.

Há, entre sua equipe, quem defenda que Bolsonaro se afaste do caso, mas também há quem afirme que ele deve dar uma resposta pública e com críticas duras ao STF.


    Leia tudo sobre: IMPEACHMENT

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários