placa do tribunal superior eleitoral
Agência Brasil
TSE julga chapa presidencial

A nota divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro na última sexta-feira (12) afirmando que as forças armadas não cumprem "ordens absurdas" pode ser um sinal de que o governo está preocupado com o julgamento da chapa presidencial e mira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A análise foi feita por integrantes do Supremo Tribunal Federal em reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo na manhã deste domingo (14). Segundo a publicação, alguns termos utilizados pelo presidente na sua nota, assinada pelo vice Hamilton Mourão e por membros de alto escalão militar, mostram uma tentativa de intimidar o judiciário, sem necessariamente um tom de ameaça.

Leia também

O julgamento da chapa presidencial ocorre no TSE após descoberta de que um disparo em massa de mensagens durante o segundo turno das eleições foi feita por apoiadores do então candidato à presidência, o que não é permitido.

Mesmo com a tensão criada pela nota, os membros do STF apontam que a retórica adotada pelo presidente pode ser uma forma de se mostrar presente aos apoiadores mais fiéis, o que já foi feito anteriormente.

    Veja Também

      Mostrar mais