Luiz Eduardo Ramos%2C ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência
Isac Nóbrega/PR
General Luiz Eduardo Ramos tem feito duras críticas à cobertura da pandemia do novo coronavírus

O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, o general Luiz Eduardo Ramos, voltou a fazer críticas à imprensa durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (15) e disse que os veículos de comunicação fazem "terror" ao divulgar os números da Covid-19 .

"Alguns órgãos de imprensa teceram críticas da minha mandeira de me portar. A imprensa tem que ter consnciência do que ela veicula", disse Ramos.

Ramos ainda reforçou que "não há momento agora para comemorar" e que o "momento é de refletir".

Leia também: "Foi um mês jogado no lixo", diz Mandetta após saída de Teich

Durante sua fala, o ministro citou um estudo, que disse ser da Universidade Estadual no Rio de Janeiro, que aponta que as ocorrências de ansiedade e estresse causadas pelas notícias e temor aumentaram 80% pela pandemia.

Ele também levou a notícia de um jornal que dizia que o Brasil tinha passado a França em número de casos e criticou a comparação. "A população brasileira, são 209 milhões de pessoas, o Brasil é um país continental", disse.

Leia também: Eurasia coloca Bolsonaro como "mais incompetente" líder no combate à Covid-19

Ao apresentar a notícia, no entanto, Ramos disse que não estava minimizando as mortes. "Uma morte é pleiteada pelo pranto dos seus familiares, mas é importante que nós tenhamos a consciência quando nós noticiamos", afirmou.

    Veja Também

      Mostrar mais