Bolsonaro com seus ministros
Agência Brasil/Marcello Casal JR
Bolsonaro com seus ministros

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta quarta-feira (13) em frente ao Palácio da Alvorada, que não ocorrerá mais reuniões ministeriais em seu governo – encontros de Bolsonaro com todos os seus ministros. O anúncio ocorre no momento em que a reunião de 22 de abril é investigada no inquérito sobre as declarações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro contra Bolsonaro. 

Leia também: Fechados com o capitão: O que afasta e o que aproxima Bolsonaro de seus ministros

O presidente diz que agora apenas fará reuniões individuais com os ministros . Apenas uma vez por mês ele se reunirá com toda sua equipe para tomar café da manhã após o hasteamento da Bandeira Nacional, em frente à Alvorada. Esse novo encontro foi chamado por Bolsonaro de "uma confraternização mensal de ministros".

Nesta terça-feira (12), ainda ocorreu uma reunião ministerial, mas Bolsonaro proibiu que o evento fosse gravado. O presidente foi contra a entrega do vídeo da reunião de 22 de abril para a investigação do inquérito de Moro , defendendo que o governo não havia obrigação de divulgar o material. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários