deputada
Câmara dos Deputados
Deputada federal Clarissa Garotinho (PROS-RJ)


A deputada federal Clarissa Gartotinho (PROS-RJ) propôs a criação de um projeto de lei (PL) para agravar a pena de lesão corporal, quando o crime for cometido contra jornalistas no exercício da profissão.

A proposta pretende agravar de um a dois terços a pena vínculada a este crime. O projeto surge logo após as agressões sofridas por jornalistas do jornal O Estado de São Paulo que cumpriam a manifestção antidemocrática contra as instituições e em apoio ao presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), em Brasília. Um fotográfo e um motorista do jornal foram agredidos com socos e chutes, além de serem expulsos da manifestação, enquanto cobriam o ato, no último domingo (3).

Leia também: Preocupado, Bolsonaro vê Moro como adversário em 2022, diz jornal

Clarissa defendeu que o papel de fiscalizar da imprensa causa incomodo, mas não justifica excessos e reações arbitrárias. Depois do ocorrido a Procuradoria Geral da República (PGR) abriu investigação para identificar os culpados. O presidente, Jair Bolsonaro, respondeu ao caso dizendo que deve ter sido culpa de "algum maluco infiltrado".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários