Jair Bolsonaro
Alan Santos/PR
Bolsonaro tem minimizado a gravidade da Covid-19 desde o início da crise

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista no Palácio da Alvorada nesta terça-feira (5) que "o pior já passou" ao comentar a crise da Covid-19 que atinge o Brasil. De acordo com informações do Ministério da Saúde desta segunda, o Brasil tem mais de 7,3 mil mortes por contaminação pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) e 107 mil casos confirmados.

Apesar das declarações de Bolsonaro, os dados da pasta mostram que a Covid-19 ainda apresenta tendência de alta.

De acordo com a Ministério da Saúde, São Paulo é o estado que tem mais mortes, com 2.654 das 7.321 ocorrências. A letalidade é de 8,2% no estado. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 1.065 mortes e letalidade de 9,1%.

Leia também: Covid-19 pode ser "ensaio" de uma  pandemia mais grave, diz médico da USP

No quadro de casos confirmados, São Paulo também lidera a lista. O estado tem 32.187 pessoas infectadas pelo coronavírus. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 11.721 vítimas de contaminação, sendo seguido por Ceará (11.040), Pernambuco (8.863) e Amazonas (7.242).

O estado que registra menos notificações é Tocantins, com 267 confirmações de casos e seis mortes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários