processo Eduardo Bolsonaro
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Deputado federal Eduardo Bolsonaro

O deputado federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), foi intimado a apresentar, em até 15 dias, sua defesa em um processo contra ele feito pelos herdeiros da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva, ex-esposa morta de Lula (PT).

Leia também: MPF investiga interferência política de Bolsonaro no Exército

A família de Lula está processando Eduardo Bolsonaro e a secretária especial de Cultura, Regina Duarte, por terem compartilhado em suas redes sociais notícias falsas sobre Marisa. Em post feitos pelos dois eles afirmam que a ex-primeira dama teria deixado um patrimônio de R$ 256 milhões, mas os herdeiros afirmam que o valor verdadeiro é de R$ 26 mil.

“Ocorre que o Requerido — sem realizar qualquer averiguação, ou, ao menos, ouvir os Autores — foi ao seu Twitter e, de maneira leviana, fez afirmação falsa de que a falecida senhora Marisa Letícia Lula da Silva possuía um patrimônio imaginário de R$ 256 milhões, resultado da descabida e inconsequente multiplicação do número de CDBs (2.566.468) pelo suposto valor nominal de R$ 100,00, o que, como visto, é manifestamente incompatível com a realidade e com as informações disponíveis publicamente nos autos do inventário”, afirmam sobre o processo os advogados da família de Lula , em uma nota divulgada no site do ex-presidente.

Os herdeiros pedem reparação de R$ 131.408,70 de cada um deles – tanto de Eduardo, como de Regina. A família não parece estar disposta a negociar. Eles afirmam que o valor corresponde "a cinco vezes o que dona Marisa realmente tinha em CDBs [títulos de investimento] e duas mil vezes menos do que o valor falsamente divulgado por Regina Duarte e Eduardo Bolsonaro".

Leia também: Maia diz que denúncias de Moro serão investigadas, mas não fala em impeachment

Veja o tuíte pelo qual Eduardo Bolsonaro está sendo processado:



    Leia tudo sobre: lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários