homem de terno e gravata
José Dias/PR
Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que defende o Congresso e o Supremo Tribunal Federal ( STF ) abertos. A declaração ocorre um dia após ele participar de uma manifestação que pedia uma intervenção e criticava as duas instituições.

Na manhã desta segunda, enquanto conversava com a imprensa no Palácio da Alvorada, um apoiador pediu ao presidente o fechamento do STF. Bolsonaro respondeu que não concordava.

"Aqui não tem fechada nada. Aqui é democracia . Supremo aberto, transparente. Congresso aberto, transparente", disse. Questionado sobre qual era a pauta da manifestação, o presidente disse que era apenas apoio ao Exército. "Estavam lá saudando o Exército brasileiro".

Leia também: Aras publica discurso sobre extremismo e polarização depois de ato bolsonarista

Ele também afirmou que, em seu discurso, não criticou Legislativo e Judiciário. "Respeito o Supremo Tribunal Federal. Respeito o Congresso. Mas eu tenho opinião. Não falei nada contra outro poder. Muito pelo contrário".

Bolsonaro ainda rejeitou acusações de que seja autoritário e disse respeitar a Constituição. "O pessoal geralmente conspira para chegar ao poder. Eu já estou no poder. Falta um pouco de inteligência para quem me acusa de ser ditatorial. Eu sou realmente a Constituição", disse.

Leia também: Bolsonaro pede fim da quarentena e é contra decreto para multar quem violar

O presidente também falou que a democracia e a liberdade estão "acima de tudo para ele". "No que depender do presidente Jair Bolsonaro, democracia e liberdade acima de tudo", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários