Após perder apoio dentro de casa, Augusto Aras é defendido por CNPGs de estados do país
Jorge William/Agência O Globo
Após perder apoio dentro de casa, Augusto Aras é defendido por CNPGs de estados do país


Nesta quinta-feira, 16, Augusto Aras , procurador-geral da República, teve apoio de Conselho Nacional de Procuradores Gerais (CNPG) de estados. Amparo aconteceu depois de procurador ter recebido críticas dentro de sua casa por postura diante novo coronavírus.

Na última terça, procuradores do Ministério Público Federal ( MPF ) relataram que  Aras teve posicionamento ofensivo ao querer centralizar recomendações do ministério sobre combate à Covid-19 .

Na ocasião, o procurador requisitou que Ministério da Saúde recomendações feitas por MPF ao ministro  Luiz Henrique Mandetta fossem encaminhadas ao Gabinete Integrado de Acompanhamento à Epidemia do Coronavírus (Giac), da PGR, criado há um mês.

A assessoria da PGR distribuiu hoje documento não assinado, em que reconhece atuação de Aras como “democrática, responsável, ponderada” e inclusiva em relação a diversos ministérios. O MPF também questiona a decisão do procurador em não divulgar ação contra Jair Bolsonaro (sem partido), por quem foi indicado ao cargo.

O CNPG afirmou ainda que o PGR tem sido fundamental para pensar soluções durante pandemia do novo coronavírus. “Num cenário de calamidade pública, urge que os membros do Ministério Público atuem de forma coordenada e equilibrada", diz a nota, criticando opositores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários