Em recente conversa, na qual anunciou que seria demitido, o atual ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), afirmou à sua equipe que não aceitará convites de governos estaduais ao deixar a bolha de Jair Bolsonaro (sem partido). 

Leia também: Covid-19: número real de infectados no Brasil pode ser até 15 vezes maior

Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta
José Dias/PR
Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta

Segundo apurado pelo  Painel , Ronaldo Caiado (DEM-GO) e João Doria (PSDB-SP) demonstraram interesse em Luiz Henrique Mandetta . Todavia, para o DEM, partido do ministro, aceitar um convite como este pode dar a entender que ele estava trabalhando politicamente no ministério. Ao que parece, a intenção da legenda é que ele tenha algum papel nacional futuramente.

Leia também: Bebê de 9 meses é diagnosticado com Covid-19 no Rio de Janeiro

Você viu?

Em conversa revelada pela coluna, o ministro disse aos integrantes da pasta que não ficaria contra ninguém que resolvesse permanecer no cargo com a chegada de seu substituto.

Leia também: Covid-19: indiano é acusado de homicídio culposo por organizar reunião religiosa

De acordo com integrantes do DEM , a decisão de Mandetta de rejeitar convite de estados pós-ministério já estava tomada desde a semana passada, o que deixou o ministro tranquilo para dar a entrevista ao "Fantástico".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários