Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta
José Dias/PR
Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta , reconheceu em entrevista coletiva nesta quarta-feira (8) que houve desentendimentos entre a ele e o presidente Jair Bolsonaro , mas suavizou as críticas a ele e disse que Bolsonaro é "quem comanda essa equipe".

Mandetta participou de um encontro na manhã de hoje com o presidente e avaliou a reunião como "boa", servindo para "colocar situações, simulações, os números que temos". Ele afirmou que o presidente deu orintações e atuou como um "parceiro voluntarioso".

Leia também: Planalto defende utilização da cloroquina usando frase de Mandetta

Nos últimos dias, a relação de Mandetta e Bolsonaro ficou mais tensa e ele correu risco de ser demitido do Ministério da Saúde. Em entrevista à rádio Jovem Pan , na última quinta-feira (2), o presidente disse que alguns dos integrantes de sua equipe tinham virado "estrelas" e "falavam pelos cotovelos".

Já na segunda-feira (6), o dia todo foi de incertezas até que Mandetta fez um pronunciamento à noite dizendo que continuaria no governo. A permanência foi acordada após uma reunião de Bolsonaro com toda a equipe ministerial, na qual ele teria desistido da demissão após ser convencido pela ala militar do Planalto.

Leia também: Brasil tem 800 mortes e 15.927 casos confirmados de Covid-19

Hoje Mandetta também comentou as medidas que os governadores dos estados estão tomando e disse que "ninguém é melhor do que ninguém". Ele voltou a dizer que o Brasil está com dificuldades para comprar equipamentos, mas que o Planalto tem repassado dinheiro para os governos estaduais comprarem seus próprios produtos.

    Veja Também

      Mostrar mais