Luiz Henrique Mandetta
Isac Nóbrega/PR
Mandetta esteve próximo de ser demitido nesta segunda (6)

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta , lamentou os comentários que o presidente Jair Bolsonaro fez neste domingo (5) sobre alguns membros de sua equipe terem virado "estrelas" e "falam pelos cotovelos". "Ameaça não dá. O presidente tem de tomar uma decisão", disse o titular da pasta em telefonemas com outros ministros. A informação é do colunista Gerson Camarotti.

Na ocasião, Bolsonaro ainda disse que a caneta dele funciona e, sem citar nomes, disse que "a hora deles [em referência a esses ministros] ainda não chegou", mas que ela "vai chegar".

Nesta segunda-feira (6), Bolsonaro chegou a decidir que demitiria Mandetta, mas em reunião com a equipe ministerial  foi convencido pelos ministros Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de governo) mantê-lo no cargo.

O encontro fez com que Mandetta não participasse de entrevista coletiva que faz a atualização sobre as medidas do governo no combate à Covid-19.

Leia também: Capitais registram panelaço e gritos de "Fica, Mandetta" após suposta demissão

A seus interlocutores, ele teria afirmado que, se participasse da entrevista e fosse questionado sobre o assunto, iria responder de forma "dura".

    Veja Também

      Mostrar mais