homem de gravata
Renan Olaz/CMRJ
Carlos Bolsonaro

O vereador Carlos Bolsonaro usou as redes sociais na manhã desta quarta-feira (1) para criticar o auxílio financeiro de R$ 600 dado como alternativa a trabalhadores informais que não possam trabalhar durante crise do coronavírus no Brasil.

Para ele, a medida será o primeiro passo para que consigam "fazer o que tentam desde antes de 1964" no Brasil. “O desenho é claro: partimos para o socialismo. Todos dependentes do estado até para comer, grandes empresas vão embora e o pequeno investidor não existe mais”, afirmou em publicação.

Leia também: Governo mantém fronteira com Venezuela fechada

Carlos pontuou, ainda, que o “liberal” cumpre, com essa decisão, a função de ser “o papel higiênico da esquerda em troca de migalhas”. Veja, abaixo, fala do vereador:


Aprovado pelo Senado nesta segunda-feira (23), o Projeto de Lei 1.066 vai conceder um auxílio emergencial de R$ 600 até R$ 1,2 mil para que trabalhadores consigam se sustentar durante a crise econômica provocada pelo coronavírus.

    Veja Também

      Mostrar mais