Presidente Jair Bolsonaro ainda não apresentou publicamente exames de Covid-19
Marcos Corrêa/PR
Presidente Jair Bolsonaro ainda não apresentou publicamente exames de Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro fez dois testes para detecção do coronavírus: o primeiro no último dia 12, e o segundo no dia 17. Nas redes sociais, Bolsonaro afirmou que ambos os resultados deram negativo, mas não mostrou documento das análises que comprove a informação.

Sobe para 23 os infectados pelo coronavírus na comitiva de Bolsonaro aos EUA

A atitude do presidente americano Donald Trump diante da mesma situação foi diferente. Quando realizou seu exame, Trump divulgou um memorando oficial assinado por seu médico, atestando o negativo para covid-19. 

Até agora, pelo menos 23 pessoas ligadas à comitiva presidencial  foram diagnosticados com a doença. O grupo viajou aos Estados Unidos no início deste mês. O general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, confirmou na quarta-feira (18) que está com a doença. 

Leia mais:  Bolsonaro vai pedir equipamentos de combate ao coronavírus à China

Heleno é um dos ministros mais próximos de Bolsonaro e, devido à sua idade, 72 anos, ele está no grupo de risco da doença. Um dia antes da saída do resultado do exame, o ministro se reuniu três vezes com o presidente, sem máscara de proteção.

Você viu?

Hoje, outros assessores presidenciais foram confirmados com o coronavírus, sendo que dois deles têm contato frequente com Bolsonaro — o ajudante de ordem, Mauro Cid, e o assessor internacional, Filipe Martins.

Na quarta-feira (18), Bolsonaro afirmou que poderia realizar um novo teste . A expectativa é de que ele seja feito na próxima segunda-feira (23).

Veja também:  Bolsonaro diz que Brasil e China estão bem e pede ajuda com coronavírus

O presidente também quebrou protocolos ao participar das manifestações a seu favor no último dia 15, quando teve contato físico com manifestantes aglomerados em Brasília. 

Bolsonaro foi criticado por dizer que faria uma "festinha tradicional" para comemorar seus 65 anos no sábado (21), já que a principal recomendação de especialistas é o isolamento social.

Após a repercussão negativa sobre seu aniversário , o presidente anunciou que passará a data apenas na companhia de sua família próxima.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários