bolsonaro
Reprodução / Facebook
Após confirmação de coronavírus em secretário de Comunicação, Bolsonaro foi submetido a testes e aguarda resultados

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a chamar a crise causada pela pandemia do coronavírus de histeria. O líder do Planalto também fez críticas a "alguns governadores" durante uma entrevista à Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (17).

Leia mais: Rebeliões em São Paulo têm 834 fugitivos e 517 recapturados, segundo Secretaria

O presidente Bolsonaro havia chamado a propagação do Covid-19 de "fantasia", mas apareceu em uma live nas redes sociais usando uma máscara. O presidente teve que ser submetido aos testes para o novo vírus após regressar com a comitiva presidencial dos Estados Unidos e pessoas da equipe, como o secretário de Comunicação Fabio Wajngarten , testarem positivo para o vírus .

Bolsonaro acusou os órgãos de imprensa por não o deixarem em paz, se referindo às críticas que recebeu após cumprimentar manifestantes em um ato pró-governo no Palácio do Plantalto no domingo (15). "O que está errado é a histeria, como se fosse o fim do mundo", disse o presidente.

Governadores

As medidas de isolamento determinadas por governadores foi criticada pelo presidente. Na opinião de Bolsonaro , vão prejudicar a retomada econômica do país e deixar trabalhadores informais sem assistência. 

Leia também: Pelo menos 19 idosos morrem com novo coronavírus em casa de repouso na Espanha

"A economia estava indo bem, fizemos algumas reformas, os números bem demonstravam: a taxa de juros lá embaixo, a questão do Risco Brasil também, então estava indo bem. Esse vírus trouxe uma certa histeria e alguns governadores, no meu entender, eu posso até estar errado, estão tomando medidas que vão prejudicar e muito a nossa economia", disse Jair Bolsonaro .


    Veja Também

      Mostrar mais