Presidente Jair Bolsonaro
Carolina Antunes/PR
Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (9), na frente a uma plateia de cerca de 300 pessoas, que acredita que houve fraude nas eleições de 2018, apesar de não ter apresentado nenhuma prova nesse sentido. O presidente já havia feito acusações de fraude em 2018, mas agora, pela primeira vez, disse ter "provas" — sem mostrá-las.

"Eu acredito que, pelas provas que tenho em minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu tinha sido, eu fui eleito no primeiro turno, mas no meu entender teve fraude. E nós temos não apenas palavra, nós temos comprovado, brevemente eu quero mostrar", disse Bolsonaro .

Leia também: “Bolsonaro governa para redes sociais”, diz Simone Tebet, presidente da CCJ

As afirmações foram feitas durante um encontro com a comunidade brasileira em Miami, que apoiou o presidente com 80% dos votos no primeiro turno das eleições daquele ano, e com 90% no segundo turno.

"Caso contrário, passível de manipulação e de fraudes. Então eu acredito até que eu tive muito mais votos no segundo turno do que se poderia esperar, e ficaria bastante complicado uma fraude naquele momento".

Você viu?

Leia também: "Prometi não falar mal, senão ele não cai", diz Maia sobre Weintraub

Bolsonaro não respondeu às perguntas dos jornalistas sobre quais seriam essas provas. Este é o terceiro dia da visita de Bolsonaro aos Estados Unidos, até o momento ele não falou nenhuma vez com a imprensa.

Após o primeiro turno das eleições de 2018, Bolsonaro disse que achava que poderia perder as eleições por fraude nas urnas. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mandou realizar uma auditoria externa do sistema antes do segundo turno.

Leia também: "Cachaceiro": Juíza marca audiência e coloca Lula e dono da Havan cara a cara

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , que se jantou com Bolsonaro no sábado, também costuma deslegitimar o sistema eleitoral americano, afirmando que acredita ter havido fraude nas eleições que o levaram a poder em 2016.

Bolsonaro discursou por cerca de meia hora para a plateia, na qual estavam diversos líderes religiosos da Flórida. No início, um pastor local fez uma oração. Bolsonaro contou emocionado a história do seu atentado a faca durante as eleições de 2018, chegando a chorar em meio ao relato.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários