Carlos
Renan Olaz/CMRJ
Em postagem, filho do presidente afirmou que "positivistas são lixo que necessitam ser expurgados!"

Nesta segunda-feira (9), o vereador Carlos Bolsonaro utilizou as redes sociais para fazer uma crítica ao que chamou de "isentismo". Segundo ele, foram a prudência e sofisticação que levaram o Brasil ao "fundo do poço" e os "positivistas" são lixo a ser expurgado.

Leia também: Sem dar detalhes, Bolsonaro revela que precisará passar por nova cirurgia

"Quem cogita prudência e sofisticação prezando pelo isentismo que trouxe o Brasil ao fundo do poço, como a oposição desejada do tucanato, não quer mudanças e desrespeita e humilha quem elegeu o Presidente. Os positivistas são lixo que necessitam ser expurgados", escreveu Carlos.

A mensagem, um tanto enigmática, acabou sendo "traduzida" por alguns dos seguidores do filho do presidente. Muitos apontaram que a crítica seria direcionada a Luiz Eduardo Ramos, novo ministro da Secretaria de Governo, que já vive desgaste com Bolsonaro após postura em negociação com o Congresso.

“Isso serve pra vc FDP @MinLuizRamos e todo general safado e babaca com cargo nesse governo”, disparou um seguidor do vereador. “O MINISTRO LUIZ RAMOS ESTÁ COMPROMETIDO EM DESESTABILIZAR O GOVERNO. ESSE SUJEITO PRECISA SAIR. E PRA ONTEM!!!”, escreveu outro.

No domingo (8), Carlos já havia postado sobre uma "luta inglória" que está enfrentando no governo ao tentar defender o pai Jair de "imbecis com ego maior que a cara".

Leia também: "É um ataque ao pacto federativo", diz governador da Bahia sobre Bolsonaro

"Tenho atuado como posso, entretanto é visível que o Presidente está sendo propositalmente isolado e blindado por imbecis com ego maior que a cara. Cagam para o Brasil. Graças a Deus e para o bem de nosso país os avanços sobrepoem os vis. É uma luta inglória!", escreveu.

    Veja Também

      Mostrar mais