Eduardo Bolsonaro
Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Eduardo Bolsonaro atacou reportagem feita pela Globo

Em uma série de publicações, o deputado federal Eduardo Bolsonaro demonstrou todo o seu descontentamento com reportagem exibida pela Globo no programa "Fantástico", em que o médico Dráuzio Varela conversou com presas trans e mostrou como é o dia a dia delas dentro de prisões no Brasil.

Leia também: Recado para ministro? Positivista é lixo a ser expurgado, diz Carlos Bolsonaro

O filho do presidente se mostrou indignado com "campanha abominável" feita pela emissora para "louvar um detento" sem dizer qual o crime cometido. Além disso, lamentou incompetência da Globo e divulgou campanha de boicote ao canal.

"'Errei, fui entrevistar uma pessoa na cadeia mas não sabia por qual crime havia sido preso'. Sério? Não dá para acreditar em tanta incompetência. Ainda mais da Globo que já defendeu que pedofilia é doença e não crime. #BoicoteAGlobo", escreveu Eduardo.

Na sequência, ele compartilhou um vídeo que explica, segundo ele, a estratégia da Globo para fazer a audiência ter pena do criminoso e detalha os crimes cometidos por Suzy, a quem chama pelo nome de batismo.

Leia também: Sem dar detalhes, Bolsonaro revela que precisará passar por nova cirurgia

Por fim, ele ainda divulgou outras imagens, desta vez compartilhadas por um seguidor, que mostram o "Fantástico" se defendendo das críticas. Segundo o vereador, a emissora "passou pano" e deveria ensinar "os caras do PT e PSOL".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários