Rodrigo Mai
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Maia diz que compartilhamento de vídeo gerou tensão institucional.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez uma defesa da democracia, na tarde desta quarta-feira, dia seguinte ao compartilhamento pelo presidente Jair Bolsonaro de um vídeo convocando para manifestações contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal ( STF ). Nas redes sociais, ele disse que "criar tensão institucional não ajuda o país a evoluir".

Leia também: Bolsonaro não está à altura do cargo se divulgou o vídeo, diz Celso de Mello

"Somos nós, autoridades, que temos de dar o exemplo de respeito às instituições e à ordem constitucional. O Brasil precisa de paz e responsabilidade para progredir. Só a democracia é capaz de absorver sem violência as diferenças da sociedade e unir a Nação pelo diálogo. Acima de tudo e de todos está o respeito às instituições democráticas", disse Maia.

A mobilização ganhou força na semana passada, após o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno , ter atacado parlamentares, acusando-os de fazer “chantagem”.

    Veja Também

      Mostrar mais