Lula
Gibran Mendes / CUT Paraná
O ex-presidente Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)  prestou depoimento nesta quarta-feira (19) para a Polícia Federal em Brasília. O petista divulgou  um trecho de sua defesa em seu Twitter nesta quinta (20), em que afirma: "tenho fé em Deus que vou viver para provar que todos os processos contra mim são construções de mentiras".

Leia também: Ex-presidente do TRF-4 pediu interferência de ministro para manter Lula preso

No trecho que Lula divulgou nas redes sociais, ele defende seu governo e culpa a classe média pelo ódio contra ele. O ex-presidente afirmou que a ascensão da classe baixa teria levado a classe média a se voltar contra ele. 

"A mentira já foi longe demais, não tem uma rota de fuga, não tem como sair dessa mentira", disse o petista . Lula, que tem 74 anos, afirmou que viveria até os 120 anos para provar que vale a pena acreditar na justiça e na democracia . "Se eu dia eu perder a crença acabou a democracia neste país".

"Não pode levantar falsidade e condenar as pessoas pelo meio de comunicação",  declarou. Ele afirmou que as acusações contra ele aparecem primeiro na imprensa, antes mesmo de seu advogado receber. "Eu tenho milhares de notícias do Jornal Nacional mentirosas contra mim", alegou.

Leia também: Moro pede investigação de Lula sob Lei de Segurança Nacional

"Eu aguardo justiça, eu nasci de uma mãe analfabeta, mas ela me ensinou que caráter a gente não compra", concluiu. Confira o trecho da defesa que Lula divulgou em seu Twitter: 


    Leia tudo sobre: LULA

    Veja Também

      Mostrar mais