Aécio Neves
Valter Campanato/ABr
Aécio Neves nega ter recebido propina de Eike Batista


O empresário Eike Batista relatou ter pago propina de R$ 20 milhões ao deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG). A notícia foi dada pela colunista Bela Megale, do jornal O Globo, na noite da última terça-feira (11).

Leia também: Jornal desmente depoimento de testemunha em CPI

Segundo a colunista, Eike Batista disse ter pago o valor ao então senador como contrapartida pela a ajuda de benefícios do poder público para as suas empresas em Minas Gerais. Entre os auxílios, estão concessões de licenças ambientais. Atualmente na Câmara, Aécio Neves foi senador por Minas Gerais entre 2011 e 2018. Antes, foi governador do Estado.

Leia também: Após proposta rejeitada, Eike Batista volta a negociar delação premiada

Em resposta à colunista, Aécio disse nunca ter feito negócios com Eike Batista e que a acusação é "falsa e absurda".

Presidente do Grupo EBX, Eike Batista chegou a figurar entre as oito pessoas mais ricas do mundo. De acordo com o Ministério Público Federal, porém, o empresário movimentou mais de R$ 800 milhões no mercado de ações com indícios de manipulações. Por esse crime , foi condenado a 8 anos e 7 meses de prisão.

Por conta de sua relação com políticos invesigados na Lava Jato, sobretudo o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, Eike Batista foi preso preventivamente em 2017 por decisão do juiz Marcelo Bretas.



    Veja Também

      Mostrar mais