Ministro Onyx Lorenzoni%2C da Casa Civil
Sidney Lins Jr.
Ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil

O ministro Onyx Lorenzoni , da Casa Civil , escolheu um delegado da Polícia Federal (PF) para substituir o ex-secretário-executivo Vicente Santini , que foi exonerado após usar um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar de Davos, onde participou do Fórum Econômico Mundial, para a Índia, onde se encontrou com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro. O novo nome que ocupará a cadeira de número 2 da Casa Civil é Marcos Paulo Cardoso Coelho da Silva, que já atuava como assessor especial da pasta desde 2009.

Pós-graduado em Ciências Criminais pela Universidade do Amazonas e bacharel em Direito pelo Uniceub (DF), Silva trabalhou como chefe de gabinete do ex-diretor-geral da Polícia Federal de Fernando Segovia, em 2017. Ele também chefiou delegacias especializadas e a Assessoria Parlamentar da PF.

Leia também: Reforma ministerial está descartada e Weintraub continua no MEC, diz Onyx

A escolha de Silva ocorreu após Santini ser exonerado de seu antigo cargo e ganhar uma nova posição no governo. Depois da repercussão negativa, Bolsonaro acabou o desligando pela segunda vez e determinou que as atribuições da Casa Civil fossem reduzidas com a transferência do Programa de Parceria de Investimento (PPI) para o Ministério da Economia.

    Veja Também

      Mostrar mais