IstoÉ

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou nesta quarta-feira (5) os comentários do ator José de Abreu sobre a atriz e futura secretária de Cultura do governo, Regina Duarte . As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Leia também: Em postagem, Bolsonaro elogia discurso de Trump: "simplesmente fantástico"

Presidente Jair Bolsonaro
TheNews2 / Agência O Globo
Presidente Jair Bolsonaro


“Na política você tem que ter um pouco de maldade. Na política você entrou num liquidificador. Tem um ator aí batendo nela [Regina], falando palavras impronunciáveis. E não vi ninguém, das feministas e da esquerda festiva que temos, falando nada. [Ele] está massacrando uma senhora que tem um passado aí que nos orgulha a todos”, disse Bolsonaro, em entrevista coletiva na saída do Palácio da Alvorada.

Apesar de não citar nominalmente José de Abreu, Bolsonaro se referiu às declarações do ator. Pelo Twitter, o Zé de Abreu chegou a afirmar que iria “desmascarar” a atriz: “Lembra de quantos gays lhe tiraram rugas? Coloriram seus cabelos brancos? Criaram figurinos para esconder suas banhas?”, escreveu.

De acordo com o ator, ele recebeu o apoio de várias mulheres em seu perfil na rede social. Ele diz ainda que não dá para respeitar quem apoia Bolsonaro nem considerar ser humano um fascista.

Regina Duarte foi convidada para assumir o cargo na Secretaria de Cultura logo após a exoneração do dramaturgo Roberto Alvim , demitido por parafrasear discurso do nazista Joseph Goebbels. Ela ainda não foi oficializada no cargo.

Leia também: Após abertura de inquérito, Bolsonaro defende chefe da Secom: "Não é criminoso"

Segundo o presidente, a nomeação da atriz ainda não tem data marcada. “Ela tem um acerto com a Globo ainda. A gente está conversando, não tem pressa não. Se fizer correndo as coisas, não dá certo. Quero o bem dela, é uma pessoa que tem um coração muito grande”, disse Bolsonaro.

    Veja Também

      Mostrar mais