Eduardo Bolsonaro
Renato Costa/FramePhoto/Agência O Globo
Eduardo Bolsonaro defendeu Weintraub de 'mancada' nas redes sociais contra o presidente Bolsonaro

O deputado federal Eduardo Bolsonaro defendeu o ministro da Educação, Abraham Weintraub , que compartilhou um tweet na quarta-feira chamando o presidente Jair Bolsonaro de traidor.

Leia mais: Com saída de Toffoli e entrada de Fux, STF vai mudar a cara em 2020

Abraham Weintraub compartilhou uma mensagem que chamava o presidente Jair Bolsonaro de traidor, na tarde de quarta-feira. Em seguida, ele apagou a publicação e esclareceu: "Estou em viagem, em um navio, com internet intermitente. Fico horas sem internet. Dei RT sem querer em um post. Evidentemente que foi um erro".

"Tranquilo. Já fiz bem pior. Muuuuuito pior! Nem sei no que o senhor deu RT, mas eu já curti uma foto do Lula... Na praia... Saindo da água...", respondeu Eduardo Bolsonaro .

Leia também: Moro volta a criticar criação do 'juiz de garantias'

A mensagem compartilhada por Weintraub havia sido publicada pelo youtuber de extrema-direita Nando Moura: " Bolsonaro ao sancionar a emenda do Freixo traiu não só o ministro Sérgio Moro mas TODO o povo brasileiro. Não existe mais nenhuma Justiça neste país", dizia o tweet, se referindo à aprovação do pacote anticrime sem veto à proposta do juiz de garantias.

O compartilhamento da mensagem pelo ministro da Educação causou ampla repercussão no Twitter. O youtuber Felipe Neto contestou a explicação de Weintraub, lembrando que, para compartilhar uma mensagem sem querer, é necessário confirmar a sua publicação com outro clique.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários