Tamanho do texto

Ex-presidente participou de partida neste domingo (22) com personalidades da esquerda em escola em Guararema, em São Paulo

Lula e Chico Buarque jogando futebol arrow-options
Paulo Pinto/FotosPublicas
Ex-presidente participou de partida 44 dias após saída da prisão

O ex-presidente Lula participou de uma partida de futebol neste domingo (22) em Guararema , no interior do estado de São Paulo , junto com outras personalidades da esquerda, entre eles o músico Chico Buarque . O jogo foi realizado no campo Doutor Sócrates, da Escola Nacional Florestan Fernandes, ligada ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

A confraternização ocorreu 44 depois do petista deixar a Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, o que foi possível devido à mudança de entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) acerca da prisão após condenação em segunda instância. Em novembro, a Corte determinou que réus condenados em segundo grau de jurisprudência podem permancecer em liberdade até se esgotarem todas as possibilidades de recursos.

No início da tarde deste domingo, Lula foi alvo de brincadeiras. "Espero que os fortes zagueiros do MST deixem o Lula livre", disse Chico Buarque antes do jogo.

Leia também: "A partir de janeiro vou estar na rua", diz Lula em evento em São Paulo

A partida foi entre o time "Amigos do MST", no qual jogaram o músico Renato Braz e a atriz e líder de movimento de moradia Preta Ferreira, e o adversário "Amigos de Lula e Chico Buarque", que teve na escalação os petistas Fernando Haddad, Eduardo Suplicy e o cantor Chico César. "Eu não sei se a gente vai ter um gesto de solidariedade e deixar o time dos sem terra ganhar", disse Lula antes da partida.

Vestindo a camisa 13, o petista abriu o placar da partida com uma cobrança de falta encenada. Por ter tirado a camisa na comemoração, levou um cartão amarelo do jornalista e sociólogo Juca Kfouri, que apitava a partida.

O time do MST empatou com um gol do músico Nilton Tato, que recebeu a bola do presidente nacional do Psol Juliano Medeiros. O gol da vitória, no entanto, saiu no fim da partida dos pés de Chico Buarque, que estava em campo desde o começo do jogo.

    Leia tudo sobre: Lula futebol