Tamanho do texto

Presidente se exaltou ao ser questionado sobre um empréstimo a Queiroz

Jair Bolsonaro arrow-options
Agência Brasil
Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou a um jornalista nesta sexta-feira (20), em Brasília", que ele tem "uma cara de homossexual terrível" ao ser questionado sobre o caso de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (Sem partido - RJ). 

Leia também: Bolsonaro acusa MP e defende Flávio: "Ninguém lava dinheiro em franquia"

"Você pretende se casar comigo um dia? Não seja preconceituoso. Você não gosta dos olhos azuis? Isso é homofobia, vou te processar por homofobia", disse Bolsonaro , ao ser questionado sobre a mudança da embaixada do Brasil em Israel.

Após uma pergunta sobre Flávio, acusado de lavagem de dinheiro, o presidente voltou a falar no assunto: "Você tem uma cara de homossexual terrível e nem por isso eu te acuso de ser homossexual. Se bem que não é crime ser homossexual", afirmou. 

Durante a coletiva, outro jornalista questionou se o presidente emprestou dinheiro ao ex-assessor de Flávio, Fabrício Queiroz, e perguntou se havia um comprovante do empréstimo. "Pergunta para a tua mãe o comprovante que ela deu para o teu pai", respondeu Bolsonaro, exaltado. "Fica quieto que eu estou respondendo." 

Leia também: Joice chama Eduardo Bolsonaro de "inútil e imbecilizado" após ser alvo de piada

"Mais uma vez, eu e outros colegas fomos ofendidos pelo presidente Jair Bolsonaro hoje", relatou Matheus Schuch, jornalista do Valor Econômico. "Não adianta, seguimos e seguiremos fazendo jornalismo sério e perguntas de temas relevantes", completou.