Bolsonaro
Agência Brasil
Bolsonaro pediu que pessoas não doassem para ONGs

ONGs se reuniram nesta sexta-feira (29) e responderam o presidente Jair Bolsonaro sobre doações a organizações do terceiro setor, diz a colunista Mônica Bergamo. Em sua live nesta quinta, Bolsonaro pediu para que seus seguidores não doassem dinheiro a essas entidades.

O Greenpeace Brasil, a Associação Brasileira de Captadores de Recursos e o Instituto Doar, junto com outras entidades, assinou um documento em conjunto pedindo as doações continuem. "É para continuar, sim!", diz o documento.

"Ao contrário do governo, que coleta impostos, e as empresas, que vendem produtos ou prestam serviços, organizações são financiadas por meio das doações de quem acredita nelas."

Leia também: Bolsonaro acusa DiCaprio de pagar ONGs para "tacar fogo" na Amazônia

De acordo com a nota, o Brasil tem mais de 60 milhões de pessoas que fazem doações de alguma forma para as ONGs. "São pelo menos 14 bilhões de reais sendo doados todos os anos para um setor que emprega mais de 3 milhões de pessoas e representa quase 2% do PIB brasileiro", completa a nota.

No comunicado, as entidades também chamam atenção para o Dia de Doar , que existe desde 2013 e será na próxima terça-feira (3).

Leia a íntegra da nota das ONGs:

"NOTA PÚBLICA – É para continuar doando para ONGs, sim!

A doação é um dos atos mais generosos e transformadores que existem 

O presidente da República afirmou nesta quinta-feira, 28 de novembro, que não é para doar para ONGs. Estamos aqui, de maneira democrática, representando um grupo unido e bem articulado que recomenda o diferente: é para continuar doando, sim.

A doação para as ONGs é uma ação voluntária feita todos os dias e em todo o canto do país. Pode ser com dinheiro, com tempo, com talento, com roupa, com brinquedo, com comida, com órgãos, com o que você quiser. E, para quem desejar e acreditar: hoje no Brasil são cerca de 820 mil organizações, carinhosamente chamadas de ONGs (ou de entidades, OSCs etc.), que fazem trabalhos maravilhosos em prol das mais diversas causas. 

É a creche que acolhe nossos bebês e as crianças enquanto a mãe segue em seus afazeres. São as APAEs que fazem um lindo trabalho de inclusão das crianças com deficiência. São os hospitais filantrópicos que salvam vidas a todo minuto, levando assistência em saúde a quem mais precisa. São abrigos de animais que cuidam dos nossos amigos de quatro patas. São os espaços comunitários de atividades educacionais, culturais e esportivas para crianças e adolescentes.

E a lista segue: tem ONG atuando na assistência social, na educação, na saúde, na cultura, no desenvolvimento de comunidades, na defesa de direitos, no meio ambiente, na segurança pública, na ciência… E sabe por quê? Porque o Brasil é um país solidário. Porque nós, brasileiros, nos importamos, e doamos todos os dias para ajudar o próximo, trazendo mais qualidade de vida e dignidade aos nossos concidadãos.

E que fique ainda mais claro: doar é bom, doar faz bem (para quem recebe e para quem doa), e é a doação que financia o impacto das ONGs no país. Ao contrário do governo, que coleta impostos, e as empresas, que vendem produtos ou prestam serviços, organizações são financiadas por meio das doações de quem acredita nelas. Só no Brasil são mais de 60 milhões de brasileiros que todos os anos doam, de várias maneiras. São pelo menos 14 bilhões de reais sendo doados todos os anos para um setor que emprega mais de 3 milhões de pessoas e representa quase 2% do PIB brasileiro.

A doação, portanto, gera impacto e desenvolvimento. 

Nesta terça-feira, 3 de dezembro, vamos celebrar o Dia de Doar (www.diadedoar.org.br). É o momento de demonstrarmos todo nosso amor ao nosso país, nossa generosidade, nossa liberdade de nos expressar. Se você ainda não doa, escolha uma ONG em que acredita, pela qual tem admiração, e faça uma doação! Se você já doa, faça uma doação a mais no Dia de Doar. Depois, conte para o Brasil e o mundo como somos solidários: compartilhe com sua família, seus vizinhos, no seu trabalho, na sua comunidade, e nas redes sociais, com a hashtag #diadedoar.

Um Brasil mais cidadão é um país com mais doadores. Um país mais justo é um país com uma sociedade civil forte. É para continuar doando, sim!

Assinam:

Movimento por uma Cultura de Doação
ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos
Confluentes
Instituto Arredondar
Instituto Doar
Instituto Elos
Instituto Fazendo História
Instituto Gabriel
Instituto Reciclar
Greenpeace Brasil
Projeto Âncora
Rede Filantropia
SAAP
WINGS – Worldwide Initiatives for Grantmaker Support"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários