Ministro do Turismo
Agência Brasil
Ministro do Turismo disse que liberação pode trazer benefícios econômicos ao Brasil.

O ministro do Turismo , Marcelo Álvaro Antônio, defendeu a liberação dos cassinos integrados a resorts no Brasil. Ele também afirmou que a liberação dos jogos de azar “é um tema inevitável de ser discutido nos próximos meses”. Declaração foi feita por Álvaro Antônio na última quarta-feira (27) após o anúncio de uma MP para a área do turismo.

Leia também: Tiririca é investigado pelo Ministério Público, diz revista

Para defender sua visão, o ministro trouxe dados sobre a liberação dos cassinos em outros países do mundo: “Hoje 93% dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) já têm cassinos integrados a resorts. Isso já é uma realidade”, disse Álvaro Antônio.

Durante o anúncio de uma nova MP para o turismo, o  ministro também apontou que o Brasil recebe aproximadamente 6,6 milhões de turistas por ano e que uma eventual liberação dos cassinos no país poderia elevar esse número para 20 milhões. “O impacto será considerável na economia”, defendeu.

Questionado sobre avaliações de que a eventual liberação de cassinos pudesse facilitar a ocorrência de crimes - como lavagem de dinheiro e evasão de divisas -, o ministro disse que a questão teria que ser debatida com a sociedade. Além disso, Álvaro Antônio afirmou que gostaria de envolver a Polícia Federal, o Ministério da Justiça e o Ministério da Economia no debate. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários