Bibo
Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Deputado Bibo Nunes (RS) foi ameaçado de expulsão pela cúpula do PSL

Alvo de processo disciplinar que pode culminar com sua expulsão do PSL , o deputado federal Bibo Nunes (RS) disse nesta quarta-feira (27) que irá recorrer à Justiça contra a legenda alegando "perseguição". Em nota divulgada pelo parlamentar, ele cita, entre outros motivos para o litígio, a sua exclusão do grupo "bancada PSL 2019" no Whatsapp.

Leia também: Clientes de banco viram “reféns” de boi parado em porta de agência; assista

Aliado do presidente Jair Bolsonaro na tentativa de criação do Aliança pelo Brasil, Bibo Nunes alega que sofre perseguição do presidente nacional do PSL , Luciano Bivar.

A nota registra que Bibo foi afastado das atividades parlamentares das comissões. Além disso, "perdeu a vice-liderança" e "a filha do parlamentar foi destituída do cargo de presidente do PSL Jovem do Rio Grande do Sul por retaliação de Bivar". Por fim, argumenta que " Bivar expulsou Bibo Nunes do grupo de Whatsapp 'Bancada PSL 2019'".

"Diante dessa novela tragicômica com o partido, irei entrar com uma ação individual", diz Bibo Nunes.

A Comissão Executiva do PSL deve decidir nesta quarta-feira se vai aplicar punições a 18 dos 20 deputados bolsonaristas que tiveram processos disciplinares apreciados no Conselho de Ética do partido. Um dos casos é uma representação contra Bibo Nunes.

Leia também: Ao lado da mãe, morador de periferia é agredido com skate por policial; assista

Em reunião na semana passada, o conselho recomendou a aplicação de sanções aos parlamentares, mas deixou para a Executiva Nacional a decisão de quem deve ser advertido, suspenso ou expulso.

    Veja Também

      Mostrar mais